quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Olhar para agosto



Para atravessar agosto é preciso, antes de tudo, paciência e fé. Paciência para cruzar os dias sem se deixar esmagar por eles, mesmo que nada aconteça de mau; fé para estar seguro, o tempo todo, que chegará setembro.
Para atravessar agosto ter um amor seria importante, mas se você não conseguiu, se a vida não deu, ou ele partiu - sem o menor pudor, invente um. Pode ser Natália Lage, Antônio Banderas, Sharon Stone, Robocop, o carteiro, a caixa do banco, o seu dentista. Remoto ou acessível, que você possa pensar nesse amor nas noites de agosto, viajar por ilhas do Pacífico Sul, Grécia..., ao gosto do freguês. Que se possa sonhar, isso é que conta, com mãos dadas, suspiros, juras, projetos, abraços no convés à lua cheia, brilhos da  na costa ao longe. E beijos, muitos...
Não lembrar dos que se foram, não desejar o que não se tem e talvez nem se terá, não discutir, nem vingar-se e temperar tudo isso com chás, de preferência ingleses, cristais de gengibre, gotas de codeína, se a barra pesar, vinhos, conhaques - tudo isso ajuda a atravessar agosto.
Caio Fernando Abreu


**Eu, particularmente, amo agosto. 
Ganhei minha Julia em um lindo dia de agosto.

2 comentários:

  1. Caio sempre Caio ... hehehehhe Adoro ! :D voltei viu .. Estava com saudades do teu Blog ! :D Bjus

    ResponderExcluir
  2. :) saudade também!! bjos, querida

    ResponderExcluir